04/04/2007 – 16h23 – O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) disse, em discurso no Plenário nesta quarta-feira (4), que o Brasil deve liderar as iniciativas de combate ao efeito estufa, que levará ao aquecimento global e mudanças severas no clima de todo o planeta. O senador sugeriu a criação de uma agência internacional e de um fundo mundial do meio ambiente, similar ao fundo Monetário Internacional (FMI), com a finalidade de evitar o efeito estufa e reverter a velocidade de crescimento da destruição ambiental.

A proposta, disse Mercadante, é criar um fundo de U$ 100 bilhões, a ser constituído de 1% dos impostos de importação, com isenção para produtos ecologicamente sustentáveis e alíquotas maiores para os que prejudicam o meio ambiente. O senador também propõe que o fundo premie os países que estabelecerem metas para conter o atual estágio de degradação da natureza.

– Não haveria contribuição mais relevante para preservar a vida neste momento da história da humanidade – afirmou.

Mercadante salientou que a crise ambiental por que passa o mundo é de natureza sistêmica – e não mais apenas de pequenos núcleos ambientalistas – e coloca em questão o padrão de consumo das pessoas e o tipo de energia utilizada. Para ele, a dimensão dos problemas não está recebendo destaque da imprensa na medida de sua gravidade.

Al Gore

Mercadante também informou que está mantendo contatos com a embaixada brasileira em Washington com a finalidade de convidar o ex-vice-presidente dos Estados Unidos e ex-senador para vir ao Senado debater o efeito estufa, a partir do documentário Uma Verdade Inconveniente, premiado com o Oscar deste ano, que trazuma série de palestras feitas pelo ex-vice-presidente americano a respeito do aquecimento global.

Agência Senado